Israel: Netanyahu terá uma vitória de Pirro? (Leitura de final de noite)

22/05/2015 at 22:44 (*Liberdade e Diversidade)

Israeli Prime Minister Benjamin Netanyahu give a statement to the media at the Prime Minister's office in Jerusalem on December 2, 2014. Photo by Emil Salman/POOL

Israeli Prime Minister Benjamin Netanyahu give a statement to the media at the Prime Minister’s office in Jerusalem on December 2, 2014. Photo by Emil Salman/POOL

Belicoso e anti-palestino, primeiro-ministro só dialoga com extrema-direita. Podem estar surgindo uma frente política alternativa e uma solução surpreendente para o conflito

Por Sérgio Storch, em sua página no Facebook

Publicado em 21 de maio de 2015 por Redação

Três fatos que sinalizam a possibilidade de uma reversão na política israelense. É acompanhar daqui pra frente:

  1. O forte discurso de Isaac Herzog, líder da oposição no Knesset, denunciando a fragilidade da coalizão montada por Netanyahu, que chegou ao patético de entregar o Ministério da Justiça a Ayelet Shaked, um dos ícones do racismo mais repulsivo na extrema direita israelense. Explicitamente, Herzog se propõe a representar não só a esquerda sionista, mas também os 20% de árabes israelenses e as demais minorias. Íntegra aqui.
  2. Vem à tona, depois de longa maturação, uma proposta para solução do conflito totalmente original: “Dois Estados no mesmo Território”, que inverte a conhecida solução Dois Estados negociada em Oslo em 1993, colocando como ponto chave a integração, em vez da separação. O conflito pelo Canadá resolveu-se assim, entre ingleses e franceses, no século 19. E é significativo quem traz a público essa proposta, em artigo no NY Times: Yossi Beilin, que foi idealizador dos acordos de Oslo e negociador dos acordos de Camp David, em 2000, que não frutificaram porque Clinton já não tinha mais tempo no seu mandato. É um retorno dos combatentes pela paz justa, no momento em que Netanyahu pode ter tido uma vitória de Pirro. Íntegra aqui.

HerzogIsaac Herzog, líder do partido trabalhista de Israel. Foto: Yonatan Sindel

  1. E o fato que não é demais relembrar: pela primeira vez na história israelense, houve uma coalizão eleitoral dos quatro partidos árabes rivais, articulada pelo Partido Comunista Israelense, formado por judeus e árabes. Fato notável: essa coalizão elegeu 13 parlamentares no total de 120, dos quais 5 do Partido Comunista Hadash, e 8 dos partidos árabes. Relacione isso com o ítem 1, no cenário de Isaac Herzog ser capaz de articular no Knesset com esse bloco de 13, além do Meretz (esquerda sionista) e os partidos de centro, agora que a agenda de Netanyahu tornou-se claramente extremista de direita. Note no discurso no item 1 a piscada para o ministro da Economia, Kahlon, de centro-direita, com vistas a um futuro governo após a eventual derrocada desta coalizão de Netanyahu.

O mundo dá voltas… Quem sabe o que virá?

*****

Anúncios

Link permanente Deixe um comentário

Governo anuncia corte de R$ 69 bi em despesas e prevê redução de 1,2% no PIB

22/05/2015 at 21:59 (*Liberdade e Diversidade)

nELSON bARBOSAMinistro do Planejamento, Nelson Barbosa, anunciou os cortes no orçamento

22 MAI 2015

EFE / TERRA

O governo federal anunciou nesta sexta-feira um corte de R$ 69,9 bilhões no orçamento deste ano e previu que a economia do país registrará uma contração de 1,2% em 2015, superior aos 0,9% projetados até agora.

O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, também admitiu em que a inflação fechará em 2015 em torno de 8,26%, apesar de o governo trabalhar com uma meta de 4,5% e um teto máximo de 6,5%.

Além disso, a equipe econômica da presidente Dilma Rousseff fixou um superávit primário equivalente a 1,1% do Produto Interno Bruto (PIB), o que representa uma economia de R$ 63,3 bilhões.

Barbosa explicou que o corte de gastos é “imprescindível” frente às previsões de crescimento negativo, mas garantiu que o esforço fiscal permitirá que a economia comece a mostrar uma recuperação no segundo semestre deste ano.

Todas as áreas do governo contribuirão com corte, exceto os programas sociais, que consomem 0,5% do PIB e foram considerados como “prioritários” pelo governo.

No entanto, indicou que a maior redução, equivalente a quase um terço do total da economia proposta, afetará as obras de infraestrutura. Grande parte será oferecida em regime de concessão para o setor privado para não paralisar as obras.

O corte anunciado hoje faz parte de um plano de ajuste fiscal que inclui uma série de medidas para aumentar a arrecadação, especialmente através de um aumento da carga tributária, mas que ainda depende da aprovação do Congresso.

Tanto a retração como a inflação agora previstas para este ano pelo governo estão de acordo com os cálculos de analistas do setor privado, que alertaram nos últimos meses que a economia brasileira se encontra a beira de uma recessão.

O Banco Central informou ontem que a economia brasileira já está em recessão técnica, após sofrer uma redução do 0,81% nos três meses do ano em relação ao último trimestre de 2014, quando tinha diminuído 0,2%.

O dado corresponde ao Índice da Atividade Econômica (IBC-BR) com o qual o Banco Central tenta antecipar o comportamento do PIB. Segundo o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, os cálculos mostraram nesta ocasião a “velocidade atual da economia”.

Se confirmadas essas previsões, agora avalizadas pelo próprio governo, a economia brasileira terá em 2015 seu pior resultado desde 1990, quando foi registrada uma queda de 4,35%.

Apesar disso, o plano do governo federal já recebeu aval do Fundo Monetário Internacional (FMI). Ontem, a diretora-geral do órgão, Christine Lagarde, se reuniu com Levy e com a presidente Dilma.

Lagarde disse que, apesar de não conhecer detalhes do programa de ajuste, cortar despesas é a “receita correta” na atual situação da economia do país.

*****

Link permanente Deixe um comentário

Festival de Cinema (CineMis) começa segunda (25) em Campo Grande,MS

22/05/2015 at 16:55 (*Liberdade e Diversidade)

cinemis 2A Fundação de Cultura do Governo do Estado – FCMS e o Clube do Cineclube realizam, de 25 a 29 de maio de 2015, o “CineMIS Mostra Clube do CineClube”. O evento contará com a participação de cinco cineclubes, tendo cada um deles realizado a sua própria curadoria de forma independente. A proposta é a de exibir filmes e promover debates, trazendo diferentes poéticas, temáticas e perspectivas sobre a contemporaneidade.

Na segunda-feira (25), o Cineclube Bocacine abrirá as atividades do evento exibindo o filme “Contra Parede” (acima). Após a exibição do filme, o debate acontecerá com a mediação dos diretores Gustavo Arakaki, João Marcelo Sanches e Thaís Pimenta.

cinemis 4Na terça-feira (26), o Cine Cênico trará o filme “Rosencrantz e Guildenstern estão Mortos”, de Tom Stoppard, e o debate será conduzido pelos Professores da UEMS Marcus Villa Góis, Cátia Codorniz e Fernandes de Souza.

cinemis 1Na quarta-feira (27), o Cine Clube Cine Transcine exibirá os filmes “Argento” e “Subsolo da Mente”, o debate da sessão será mediado pela cineasta Mariana Sena.

Quinta-feira (28) será o dia do Cine Muquifo exibir o filme “El topo”, de Alejandro Jodorowsky. Os cineclubistas Pietro Luigi e Tayran Seixas conduzirão o debate. cinemis 3
Para encerrar a semana (29), o Cinema (d)e Horror exibirá o filme “Estômago” de Marcos Jorge. Marcos Roney, acadêmico de Artes Visuais (UFMS), mediará o debate.

cinemis 5

As exibições acontecem de 25 a 29 de maio (segunda à sexta-feira), sempre às 19 horas e são gratuitas, no Museu da Imagem e do Som. Endereço: Avenida Fernando Correa da Costa, 559, 3º andar.

Maiores informações:  www.misms.com.br

E-mail: mis@fcms.ms.gov.br

Telefone: (67) 3316-9178.

Serviço: Projeto CineMIS: Mostra Clube do CineClube.

Data: 25 a 29 de maio. Horário: às 19h00.

Local: Museu da Imagem e do Som de MS, Memorial da Cultura, Av. Fernando Correa da Costa, 559, 3º andar. Mais informações: mis@fcms.ms.gov.br, (67)3316-9178. Entrada gratuita.

*****

Link permanente Deixe um comentário

Estado Islâmico fará ataque sem precedentes nos Estados Unidos

22/05/2015 at 12:53 (*Liberdade e Diversidade)

Estado IslâmicoEstado Islâmico comemora vitória no Iraque (Reprodução/Youtube)

Refém britânico do grupo afirmou em uma reportagem que os extremistas preparam ataque com uma arma nuclear

22/05/2015

Por Ansa / IG Último Segundo

O refém britânico do grupo Estado Islâmico (EI, ex-Isis), John Cantlie, afirmou em uma reportagem do grupo que os extremistas preparam um ataque “sem precedentes” contra os Estados Unidos.

Utilizado como repórter pelos terroristas em vários vídeos, Cantlie escreveu um artigo na revista “Dabiq”, criada pelo Estado Islâmico, dizendo que uma arma nuclear “importada” do Paquistão ou “algumas toneladas de explosivos” irão “ridicularizar os ataques do passado”. A menção é uma clara referência aos atentados do dia 11 de setembro de 2001, realizados pela Al-Qaeda em Nova York e em Washington.

Segundo a matéria, o armamento seguiria do Paquistão e utilizaria as rotas do tráfico de drogas e de pessoas através da Líbia, Nigéria, América do Sul e México para chegar ao território norte-americano.

Além disso, a revista jihadista ainda celebrou o ataque ocorrido no Texas contra uma exposição de caricaturas de Maomé, no início de maio. Já naquele momento, o EI assumiu o ataque e disse que o que estava por vir seria “ainda mais doloroso e amargo”.

A “Dabiq” ainda segue com uma série de matérias contra o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, contra os principais líderes árabes e contra a coalizão nacional síria, a plataforma anti-Bashar al Assad apoiada por países ocidentais.

E, pela primeira vez desde seu lançamento, a publicação traz uma série de “publicidades”, em que mostra uma “compilação” dos 10 vídeos sobre o grupo mais divulgados pela mídia mundial.

 Leia mais:

Terroristas do Estado Islâmico assumem controle total da cidade síria de Palmira

Obama admite revés, mas diz que “guerra contra Estado Islâmico não está perdida”

*****

Link permanente Deixe um comentário

Charge do Duke: Shopping do Congresso

22/05/2015 at 12:15 (*Liberdade e Diversidade)

charge do duke no jornal O Tempo de BHCharge do Duke hoje (22) no jornal “O Tempo” de BH. Supimpa!

*****

Link permanente Deixe um comentário

EUA: quanto mais ricos, mais pobres (Leitura do almoço)

22/05/2015 at 11:41 (*Liberdade e Diversidade)

EUA 1Retrato de um país cada vez mais segregado. Riqueza nacional cresceu 60% em seis anos; número de crianças sem-teto, também. Uma em cada cinco vive de vale-refeição

21 DE MAIO DE 2015

Por Cynara Menezes, em seu blog

Outras Mídias

Com a desigualdade cada vez maior nos Estados Unidos, a pobreza infantil cresce junto. Enquanto a riqueza do país aumentou 60% nos últimos seis anos, acima de 30 trilhões de dólares, o número de crianças sem-teto também cresceu 60% no mesmo período. A cada ano, 2,5 milhões de crianças –uma em cada 30 – vão dormir sem um lar para chamar de seu na nação mais rica do mundo. Estão abrigadas temporariamente em abrigos, igrejas ou motéis.

Segundo um relatório recente da organização Crianças Sem-Teto da América, as razões para haver tanta criança sem moradia por lá são basicamente: a alta taxa de pobreza; a falta de habitação a preços acessíveis; os impactos contínuos da grande recessão; as disparidades raciais; os desafios para as mulheres de criarem filhos sozinhas; e as experiências traumáticas, especialmente a violência doméstica. O número de crianças sem-teto cresceu em 31 Estados e há meninos e meninas nesta situação em cada cidade. Em todo o país, o crescimento foi de 8% apenas entre 2012 e 2013.

EUA 2“Crianças que experimentam a vida sem um lar são mais frequentemente famintas, doentes e preocupadas sobre onde serão sua próxima refeição e cama; elas se perguntam se terão um teto à noite e o que acontecerá com suas famílias. As crianças nestas condições desenvolvem-se mais lentamente. Muitas têm problemas na escola, têm faltas, repetem de ano e até mesmo abandonam a escola completamente”, diz o relatório.

Símbolo-mor do “sucesso” do capitalismo e tida como a “terra das oportunidades”, os EUA têm atualmente um dos maiores índices relativos de pobreza infantil do mundo desenvolvido. No último informe da Unicef sobre bem-estar infantil, de 2013, os Estados Unidos apareciam em 26º lugar em uma lista de 29 países. Só ganhavam da Lituânia, Letônia e Romênia. A Holanda aparecia em primeiro lugar, ao lado de outros quatro países nórdicos.

Aproximadamente metade de todos os vales-refeição (food stamps) concedidos pelo governo dos EUA são para crianças. Em 2007, 12 de cada 100 crianças estavam vivendo de vales-refeição. Hoje são 20 em cada 100. O fotógrafo Craig Blankenhorn dedica-se a fotografar famílias sem-teto EUA afora. As imagens são melancólicas e desoladoras, sobretudo quando se sabe que não se trata de um país do “terceiro mundo”, mas da maior economia do planeta.

EUA 3Em janeiro deste ano, 138 mil crianças estavam casa. É o mesmo número de famílias que aumentaram suas fortunas em 10 milhões de dólares por ano desde a recessão. O país também patina na pré-escola. Enquanto numerosos estudos demonstram que a pré-escola ajuda as crianças a aprender e a fazer de forma mais tranquila a transição para a fase adulta, os EUA estão indo na direção oposta de outros países desenvolvidos e cortando recursos para o setor.

O mais chocante é descobrir que somente duas nações do mundo deixaram de ratificar a convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança: Sudão do Sul e Estados Unidos. Significa.

O que será que a direita propõe para acabar com a pobreza infantil no país mais rico do mundo? Meritocracia? Se eles defendem que um menino de 16 anos pode ir para a cadeia junto com adultos, com que idade acham que podem começar a trabalhar?

(Com informações do Alternet)

*****

Link permanente Deixe um comentário

Jornal: governo Dilma vai cortar R$ 69 bilhões no orçamento

22/05/2015 at 11:18 (*Liberdade e Diversidade) ()

dilma pensativaDilma Rousseff (Foto: Paulo Whitaker (BRAZIL) / Reuters)

Governo também editou uma Medida Provisória que eleva CSLL de bancos para 20%, prevendo uma arrecadação anual de R$ 4 bilhões

22 MAI2015

TERRA / Folha de São Paulo

O governo Dilma anuncia nesta sexta-feira (22) um corte no Orçamento de cerca de R$ 69 bilhões, o maior já anunciado na era de governo petista. O bloqueio é baseado na expectativa do governo de que o Brasil terá uma retração de 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano, maior do que a previsão anterior, que era de 0,9%. A inflação no ano deve ficar em 8,26%, também acima da meta (4,5%). As informações são do Jornal Folha de S. Paulo.

O corte deve atingir R$ 49 bilhões de despesas propostas pelo governo e ainda R$ 20 bilhões de emendas parlamentares, com recursos destinados por parlamentares e senadores para suas bases eleitorais. Apesar de o corte atingir todas as áreas, o governo tenta prejudicar o mínimo possível setores como saúde, educação e desenvolvimento social.

O valor a ser proposto pelo governo chegou próximo aos R$ 70 bilhões proposto pelo ministro da Fazenda Joaquim Levy.

Bancos 

Para garantir entrada de mais dinheiro, o governo editou na noite de ontem uma Medida Provisória que eleva a alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) de bancos de 15% para 20%, o que representa uma arrecadação extra de aproximadamente R$ 4 bilhões por ano.

Crise

Em abril, as receitas do governo tiveram uma queda real de 4,6% ante abril do ano anterior – o pior resultado do mês desde 2010. Nos primeiros meses teste ano, a arrecadação diminuiu 2,7% em relação ao mesmo período de 2014.

A explicação para o número é a queda de vendas de bens e serviços da produção industrial, além da dificuldade do governo em aprovar o pacote de ajuste fiscal.

Veja abaixo as principais notícias de 21/05 no Brasil e no mundo

http://terratv.terra.com.br/trs/video/7849073

SAIBA MAIS

Confiança da indústria cai pelo 4º mês consecutivo, diz FGV

Indústria ganha prêmio apostando em conforto para operários

Taxa de desemprego sobe a 6,4%; maior nível em quase 4 anos

Bancos manipulam mercado cambial e recebem multa bilionária

*****

Link permanente Deixe um comentário

‘Abusados’ que estacionam em vagas preferenciais começam a ser multados em Campo Grande, MS

22/05/2015 at 10:39 (*Liberdade e Diversidade)

vagas preferenciaisMPE interviu na situação e ‘espertinhos’ serão multados. (Foto: Leonardo de França/O Estado MS)

22 de maio de 2015

Amanda Amaral – O Estado MS

A partir da próxima semana, serão multados os veículos que ocuparem irregularmente as vagas de estacionamento reservadas a idosos e pessoas com deficiência em comércios de Campo Grande. O acordo foi feito entre o MPE (Ministério Público Estadual), Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito de Campo Grande), Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e representantes de estabelecimentos – dentre eles, shoppings e supermercados – da Capital.

Com os representantes dos centros comerciais o assunto já foi debatido e será firmado um Termo de Convênio de Fiscalização para que a Agetran e o Bptran (Batalhão de Policiamento de Trânsito) possam garantir que as vagas especiais, tanto em estacionamentos pagos como em públicos, sejam utilizadas somente por quem precisa. Nesta semana, por exemplo, o MPE e representantes dos órgãos de trânsito reuniram-se com a AMAS (Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados) para debater o projeto.

A assinatura do documento acontece na quinta-feira (27), quando então o trabalho dos agentes fiscalizadores começa. Enquanto isso, cabe aos estabelecimentos adequarem a sinalização das vagas e, aos agentes, avisar à população sobre regra.

A lei de respeito às vagas preferenciais já está prevista no CTB (Código de Trânsito Brasileiro) – lei 9.503/97, em seu Art. 181, inciso XVII. A Agetran informou, no entanto, que o acordo foi necessário para que a fiscalização seja mais eficaz e de forma a não criar conflitos com comerciantes.

Quem realmente precisa da vaga afirma que é comum perceber que o espaço está sendo ocupado irregularmente. “É rotineiro, sempre tem a pessoa que estaciona ali e faz de conta que não está errado, porque geralmente são últimas vagas disponíveis em um estacionamento lotado”, diz o vendedor Jurandir Rodrigues, 44, que é portador de necessidades especiais.

Na manhã de ontem, logo que a reportagem chegou a um supermercado na região central da Capital, um rapaz saía do estabelecimento em direção ao seu veículo, uma camionete que ocupava o espaço não apenas de uma, mas duas vagas especiais. O motorista, que não quis se identificar, se irritou com a abordagem e disse: “ah, o problema é meu! Só parei aqui só pra pegar um negócio rapidinho, todo mundo faz isso”.

Luiz Carlos Antônio, 63, estacionou na vaga logo após a saída do motorista que cometeu a irregularidade e não teria onde parar caso o supermercado estivesse lotado. “Eu iria me conformar e tentar achar outro lugar, talvez nas proximidades. Se for encrencar, é briga todo dia”, disse o aposentado.

***

*Comentário do blog: Já estava na hora,né?

*****

Link permanente Deixe um comentário

Total de empresas fechadas cresce 19% neste ano no MS

22/05/2015 at 10:15 (*Liberdade e Diversidade)

crisecrise 2Foram 629 firmas extintas no quadrimestre

Os movimentos de fechamento e de abertura de empresas em Mato grosso do Sul desenham trajetórias opostas: no primeiro quadrimestre deste ano, o número de estabelecimentos constituídos somou 2.o71, o menor volume para o período desde 2007; já os encerramentos totalizaram 629, a maior quantidade desde 2012, no comparativo de janeiro a abril. Os dados ~são da junta comercial do Estado (Jucems). Na avaliação do presidente da entidade, Augusto César Ferreira de Castro, o comportamento do segmento empresarial reflete o desaquecimento da economia. “Há implicação direta do cenário econômico, tanto na redução das aberturas quanto no aumento dos fechamentos”, afirma. Ver reportagem completa de Oswaldo Júnior na edição de hoje (22) do jornal Correio do Estado. A foto é de Álvaro Rezende.

http://www.correio.com.br

*****

Link permanente Deixe um comentário