Para Dilma, há conservadorismo perigoso no País

30/05/2015 at 12:53 (*Liberdade e Diversidade) (, , , , , , , )

dilmaPresidente da República Dilma Rousseff durante a 10ª Conferência Nacional do PC do B em São Paulo © Fornecido por Estadão

30/05/2015

Elizabeth Lopes e Carla Araújo / Estadão

Em evento do PCdoB na noite desta sexta-feira, 29, em São Paulo, na qual foi a estrela principal, a presidente Dilma Rousseff (PT) advertiu que há um conservadorismo muito perigoso na sociedade brasileira. E se posicionou novamente contra a maioridade penal. “Penalize o adulto, mas resolver a questão da violência do menor com internação em prisões, não resolve.”

No discurso de pouco mais de uma hora, a presidente lamentou a queda da CPMF, derrubada no Congresso Nacional, na gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com o apoio dos parlamentares do PSDB. E disse que a destinação de 25% do fundo do pré-sal para a saúde não dá para muita coisa. Neste momento, alguém da plateia gritou: “CPMF neles!” e ela riu e disse: “Não sou eu quem está dizendo.”

Ao criticar o conservadorismo presente no País, voltou a elogiar o PCdoB, dizendo que eles sabem o que é prioridade. E defendeu sua gestão: “Posso garantir que a agenda do meu governo é popular, inclusiva, e tenho discutido o ajuste fiscal de forma equilibrada, com justiça. Tenho certeza que posso continuar contando com o PCdoB, quero a militância ao meu lado.”

Cela

No final do discurso, disse que não se sente sozinha no Palácio do Planalto. “Sozinha me sinto dentro de uma cela”, emendou, em resposta a algumas críticas de que vive ‘encastelada’ na sede do executivo federal.

A vinda de Dilma para o evento do PCdoB não estava na agenda prévia do Palácio do Planalto e foi decidida na tarde desta sexta-feira, 29. No início do discurso, ela disse que ficou muito honrada e comovida pelo convite. “Neste convite tem toda confiança recíproca que eu tenho em vocês e queria muito que vocês tenham em mim.”

Dilma falou que o Brasil tem uma trajetória política na qual, o PCdoB, com 90 anos, passou por muitas lutas. “Muitos partidos ficaram para trás e o PCdoB, sem abrir mão de seus ideais e bandeiras, da cor vermelha, de seus compromissos e socialismo, tornou-se um País democrático. E se transformou sem abandonar suas crenças ou suas convicções.” E lembrou de João Amazonas e falou de Renato Rabelo.

Dilma chamou Rabelo de irmão de luta. “Podemos ter, em vários momentos, alguns erros. Sempre respondo que devemos ter orgulho de muitos erros e deste orgulho eu compartilho com Rabelo, quando lutei no Brasil, num período muito difícil de lutar.” E disse que um dos motivos que motivaram sua vinda à conferência da legenda foi a homenagem a Rabelo, que está deixando a presidência do PCdoB.

Crise

Durante seu discurso, o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, fez críticas ao projeto de terceirização, conseguindo arrancar aplausos da presidente, mas também defendeu “o grande esforço do governo Dilma em proteger a economia nacional em tal situação de crise”. “A presidente começou a procurar saída com medidas estruturantes”, disse.

Rabelo criticou também o papel da oposição de trabalhar “para o quanto pior, melhor” e disse que é preciso evitar medidas antidemocráticas. Segundo ele, é preciso trabalhar pela defesa do mandato legítimo e constitucional da presidente Dilma. “Eles querem derrubar a presidenta, nós queremos sustentá-la”, afirmou.

Apesar das críticas em relação a terceirização, Rabelo defendeu que o ajuste proposto pelo governo é necessário por conta de um período de crise internacional. “Acredito que a presidente tenha nitidez quanto alternativa a seguir”, afirmou. Segundo ele, o apoio ao ajuste está ligado ao compromisso do governo em manter seus compromissos sociais. “É preciso de um ajuste que permita a retomada do crescimento, voltado para o progresso social”, afirmou.

Filiação

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), em breve discurso na 10ª Conferência Nacional do PCdoB, brincou com a presidente Dilma Rousseff, dizendo que assim que ela terminasse o mandato, iria convidá-la para se filiar ao seu partido. O governador disse acreditar que Dilma levará o País a um porto seguro depois dessa crise e garantiu que seu partido está ao lado da petista em todos os momentos, mesmo os mais difíceis.

A próxima presidente do PCdoB, Luciana Santos, que assume no lugar de Rabelo, disse em seu discurso que a presidente Dilma se tornou um exemplo para gerações de mulheres, com coragem para enfrentar as adversidades. “Sua trajetória política de coração valente pode nos conduzir a uma saída que garanta o desenvolvimento do País e os investimentos sociais.”

Saiba mais:

PF faz buscas em endereço da primeira-dama de MG

Empresas da Lava Jato disputarão concessões, diz jornal

*****

Anúncios

Link permanente 1 Comentário

Dilma anuncia últimos 14 ministros; veja lista completa

31/12/2014 at 11:53 (*Liberdade e Diversidade, Hermano de Melo) (, , , )

dilmarobertostuckertfilhopresidenciadarepublica31/12/2014

Terra

Ministério de Dilma conta com 39 pastas

O Planalto anunciou nesta quarta-feira os últimos 14 ministros que faltavam para compor o segundo mandato da presidente Dilma Rousseff (PT).

Dos 14 nomes anunciados, 13 já ocupam cargos no ministrado de Dilma. A novidade é o diplomata Mauro Vieira, embaixador do País nos Estados Unidos, que chefiará a pasta das Relações Exteriores.

Os demais ministros anunciados nesta quarta-feira são Aloizio Mercadante (Casa Civil), Arthur Chioro (Saúde), Eleonora Menicucci de Oliveira (Políticas para Mulheres), Guilherme Afif Domingos (Micro e Pequena Empresa), Ideli Salvatti (Direitos Humanos), Isabella Teixeira (Meio Ambiente), José Eduardo Cardozo (Justiça), José Elito Carvalho Siqueira (Segurança Institucional), Luis Inácio Adams (Advocacia Geral da União), Manoel Dias (Trabalho e Emprego), Marcelo Côrtes Neri (Assuntos Estratégicos), Tereza Campello (Desenvolvimento Social e Combate à Fome) e Thomas Traummann (Comunicação Social).

O ministrado de Dilma conta com 39 pastas. A cerimônia de posse acontece em Brasília, nesta quinta-feira, dia 1º de janeiro.

Confira quem são os ministros anunciados para o segundo mandato de Dilma Rousseff:

PASTA MINISTRO PARTIDO
Fazenda Joaquim Levy sem partido
Planejamento, Orçamento e Gestão Nelson Barbosa sem partido
Banco Central Alexandre Tombini sem partido
Agricultura, Pecuária e Abastecimento Kátia Abreu PMDB
Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Armando Monteiro PTB
Ciência e Tecnologia Aldo Rebelo PCdoB
Educação Cid Gomes PROS
Secretaria dos Portos Edinho Araújo PMDB
Minas e Energia Eduardo Braga PMDB
Secretaria de Aviação Civil Eliseu Padilha PMDB
Esporte George Hilton PRB
Cidades Gilberto Kassab PSD
Pesca e Aquicultura Helder Barbalho PMDB
Defesa Jaques Wagner PT
Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial Nilma Limo Gonçalves sem partido
Controladoria-Geral da União Valdiir Simão sem partido
Turismo Vinicius Lajes PMDB
Cultura Juca Ferreira PV
Transportes Antônio Carlos Rodrigues PR
Integração Gilberto Occhi PP
Secretaria-Geral da Presidência Miguel Rossetto PT
Desenvolvimento Agrário Patrus Ananias PT
Relações Institucionais Pepe Vargas PT
Comunicações Ricardo Berzoini PT
Previdência Social Carlos Gabas PT

*****

Link permanente Deixe um comentário

Fim de ano nebuloso no Brasil

12/12/2014 at 11:50 (*Liberdade e Diversidade) (, , , , , , , , , , , , )

procurador

jair bolsonaro

 

 

 

 

maria do rosario

dilma-cvn

 

 

 

hermano-de-melo-esta

Hermano Melo*

12 de Dezembro de 2014

Três episódios recentes de cunho econômico e político indicam um final de ano tenso e de certa forma nebuloso no Brasil. O primeiro diz respeito à aparição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot na abertura da Conferência Internacional de Combate à Corrupção (9/12), em Brasília-DF, para fazer duras críticas à gestão da Petrobras e sugerir substituição de toda a diretoria daquela importante estatal brasileira.

Disse ele: “Diante de um cenário tão desastroso na gestão da companhia, o que a sociedade brasileira espera é a mais completa e profunda apuração dos ilícitos perpetrados, com a punição de todos os envolvidos”. E completou: “o Brasil vive um momento de turbulência e está “convulsionado por escândalo em sua maior empresa”. Na mesma ocasião, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, confirmou: “há fortes indícios de corrupção na Petrobras”.

O segundo foi o entrevero que aconteceu na Câmara dos Deputados (9/12), em Brasília, entre os deputados federais Jair Bolsonaro (PP/RJ) e Maria do Rosário (PT/RS). Na ocasião, ele revidou à suposta agressão da deputada e ex-ministra de Direitos Humanos, que o teria chamado de “estuprador”, com a frase: “só não lhe estupro porque você não merece”. Agora circula na Câmara petição pedindo a cassação do mandato de Bolsonaro que conta com mais de 28 mil assinaturas (a meta é 30 mil) e que será entregue à Comissão de Ética da Câmara.

O terceiro aconteceu quando a Comissão Nacional da Verdade (CNV) entregou à Presidente Dilma Rousseff, em 10/12, o relatório final de suas atividades. Ao receber o relatório que por 31 meses fez resgate histórico das violações de direitos humanos cometidos durante a ditadura militar, a presidente Dilma Rousseff se emocionou ao falar daqueles que ainda sofrem com a perda de parentes e amigos, agradeceu aos familiares daqueles que morreram, mas ao mesmo tempo disse que “a verdade não significa revanchismo, não deve ser motivo para ódio ou acerto de contas, a verdade liberta todos nós do que ficou por dizer”.

Mas, perguntarão alguns: O que o escândalo da Petrobras e a denúncia do procurador da República têm a ver com a agressão de Bolsonaro à deputada Maria do Rosário na Câmara Federal e a entrega do relatório final da Comissão da Verdade à presidente Dilma? É bem provável que tudo!

Primeiro, porque o escândalo da Petrobras, na medida em que se aprofundam as investigações, vem de longa data e provavelmente tem a ver com sucessivas más gestões e o enorme crescimento daquela empresa estatal tanto no sentido econômico quanto estratégico para o Brasil ao longo dos últimos anos.

Depois, é fato notório que os partidos situados à direita do espectro político nacional – e o deputado Bolsonaro talvez seja o representante-mor desse grupo – veem no episódio da Petrobras chance para desestabilizar, ou mesmo, quem sabe, articular o impeachment da presidente Dilma no próximo ano.

Nesse sentido, é bom lembrar que o golpe militar de 64 aconteceu em virtude de dois argumentos utilizados pelas forças reacionárias do País: a ameaça comunista – hoje inexistente – e a “praga da corrupção”, que, devido à propaganda diuturna, se enraizou na mente de parcela significativa da população brasileira que aceitou a mudança pra direita no espectro político tupiniquim.

Isto não significa, porém, ser favorável à impunidade de bandidos. Como disse o procurador-geral da República Rodrigo Janot: “Corruptos e corruptores precisam conhecer o cárcere e devolver os ganhos espúrios que engordaram suas contas, à custa da esqualidez do tesouro nacional e do bem-estar do povo”. É isso aí.

*Jornalista e escritor

*****

Link permanente Deixe um comentário

Ibope e Datafolha mostram empate técnico entre Dilma e Aécio no segundo turno

09/10/2014 at 22:09 (*Liberdade e Diversidade) ()

dilma e aécioIbope: Aécio e Dilma têm empate técnico no 2º turno

Candidatos disputam o segundo turno das eleições presidenciais em 26 de outubro

Foto: Paulo Whitaker (L), Washington Alves / Reuters

09 de outubro de 2014

Terra

Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) estão empatados tecnicamente no segundo turno das eleições para presidente, segundo pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (9). O candidato tucano obteve 46% da preferência do público, enquanto a petista foi escolhida por 44% dos entrevistados – a margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Ainda de acordo com o levantamento, 6% dos entrevistados optaram pelo voto nulo ou em branco, enquanto 4% não souberam responder.

Ao levar em conta apenas os votos válidos, o Ibope apontou que Aécio obteve 51% da preferência dos eleitores, e Dilma, 49%.

O levantamento foi encomendado pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo. Foram entrevistados 3.010 eleitores em 205 municípios entre os dias 7 e 8 de outubro. Com nível de confiança de 95%, a pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-01071/2014. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

1º turno

Aécio Neves e Dilma Rousseff disputarão o segundo turno das eleições para presidente em 26 de outubro. Candidata à reeleição, Dilma recebeu no primeiro turno, no domingo (7), 43.267.668 votos (ou 41,59% dos votos válidos). O senador Aécio, por sua vez, obteve 34.897.211 votos (33,55% dos votos válidos).

***

Dilma-AecioDilma Rousseff e Aécio Neves disputam segundo turno em 26 de outubro

Foto: Eco Desenvolvimento

09 de outubro de 2014

Terra

Datafolha: em empate técnico, Aécio tem 46%, e Dilma, 44%

Segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (9), Dilma Rousseff e Aécio Neves (PSDB) estão empatados tecnicamente. O levantamento apontou que 46% dos entrevistados escolheram o candidato tucano para o cargo de presidente, enquanto 44% optaram pela petista. Brancos e nulos somaram 4%, e 6% não souberam responder.

Levando em conta apenas os votos válidos, Aécio obteve 51% da preferência dos entrevistados, e Dilma, 49%. Como a margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, os candidatos apareceram com empate técnico.

O levantamento foi encomendado pelo jornal Folha de S. Paulo e pela TV Globo. Foram entrevistados 2.884 eleitores em 178 municípios brasileiros, na quarta-feira (8) e nesta quinta-feira (9). Com nível de confiança de 95%, a pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-01068/2014. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

1º turno

Aécio Neves e Dilma Rousseff disputarão o segundo turno das eleições para presidente em 26 de outubro. Candidata à reeleição, Dilma recebeu no primeiro turno, no domingo (7), 43.267.668 votos (ou 41,59% dos votos válidos). O senador Aécio, por sua vez, obteve 34.897.211 votos (33,55% dos votos válidos).

SAIBA MAIS

Ibope: Aécio e Dilma têm empate técnico no 2º turno

No PI, Dilma ataca FHC e diz que ele fez Bolsa mirradinha”

Caso Petrobras indica ação “institucionalizada”, diz Aécio

Rede diz que nem Aécio nem Dilma representam a mudança

 

*****

Link permanente Deixe um comentário

Dilma em Nova York para a Assembleia Geral da ONU

23/09/2013 at 16:19 (*Liberdade e Diversidade) (, , )

Dilma se encontra com Bill Clinton e Cristina Kirchner

23/09/2013

AGÊNCIA BRASIL

Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Dilma chega à New York para...

Presidenta Dilma Rousseff recebe cumprimentos na chegada a Nova Iorque

A presidente Dilma Rousseff se reunirá hoje (23), no hotel em que está hospedada em Nova York, com o ex-presidente norte-americano Bill Clinton e com a presidente da Argentina, Cristina Kirchner. O encontro com Cristina será às 19h. Com Clinton, Dilma se encontra às 18h (horário de Brasília). A presidente Dilma Rousseff chegou hoje às 6h55min a Nova York. Amanhã, ela fará o discurso de abertura da 68ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU).

Clinton e Dilma devem discutir a possibilidade de parceria entre o Brasil e a Clinton Global Initiative (CGI), fundada em 2005 pelo ex-presidente. Como parte da Fundação Clinton, a CGI reúne líderes globais com o objetivo de criar e implementar soluções inovadoras para o desenvolvimento sustentável em países em desenvolvimento. A reunião anual da CGI é realizada a cada setembro em Nova York.

Em dezembro, o Rio de Janeiro sediará o primeiro encontro da CGI América Latina. A reunião deve reunir líderes regionais e globais de diversos setores da sociedade na busca de alianças para o combate aos desafios socioambientais na região.

*****

Link permanente Deixe um comentário

Dilma faz balanço do bolsa família

16/09/2013 at 10:25 (*Liberdade e Diversidade) (, , , , )

Dilma diz que Bolsa Família ‘mudou a cara do Brasil’ em 10 anos

Dilma-16-09-2013

16 de Setembro de 2013

A presidente Dilma Rousseff fez nesta segunda-feira um balanço dos dez anos do Bolsa Família. Durante o programa semanal Café com a Presidenta, ela disse que, nesse período, o programa “mudou a cara do Brasil”, ao retirar milhões de brasileiros e brasileiras da pobreza. Hoje, 13,8 milhões de famílias recebem o benefício, afirmou Dilma.

“Isso significa 50 milhões de pessoas que passaram a viver com dignidade, que conquistaram uma vida melhor. Com esse programa, 36 milhões de brasileiros e de brasileiras saíram e se mantêm fora da pobreza extrema”, disse Dilma, ressaltando que, para implantar o Bolsa Família, foi preciso enfrentar críticas, como as de quem chamava o programa de “bolsa esmola”. A presidente lembrou que, durante a última década, o Bolsa Família foi ampliado e aperfeiçoado, e hoje é o maior programa de transferência de renda do mundo.

“Não basta o PIB (Produto Interno Bruto) crescer, não basta a economia crescer, tem de crescer para todo mundo. Um país desenvolvido é um país que tem toda a sua população vivendo com dignidade”, acrescentou. Dilma lembrou que têm direito ao benefício as famílias com renda até R$ 140,00 por mês, por pessoa. O valor recebido varia de acordo com o número de filhos e as características da família. O repasse dos recursos está baseado em uma moderna tecnologia social, que inclui o cadastro dos beneficiários, pagamento por cartão e recebimento direto sem intermediários, o que evita clientelismo.

A presidente destacou que, além de complementar a renda das famílias, o programa incentiva a frequência escolar, na medida em que as crianças incluídas têm que ter pelo menos 85% de presença na sala de aula. Ele também melhora as condições de saúde dessa parcela da população, já que as grávidas que recebem os recursos precisam fazer o pré-natal e as mães têm que manter a carteira de vacinação das crianças em dia. O resultado, segundo Dilma, é que a taxa de abandono da escola por crianças do Bolsa Família é muito menor que a dos demais alunos, a taxa de aprovação deles é igual à de todos os outros alunos, e a mortalidade infantil no País caiu 40% nos últimos dez anos, principalmente no Nordeste.

“Nós também estamos providenciando creches e educação em tempo integral para as crianças e para os jovens do programa. E mais: nas creches do Bolsa Família, onde tem sobretudo crianças do programa, nós colocamos mais 50% do valor para os prefeitos poderem atender a essas crianças com o acompanhamento pedagógico integral”, disse.

A presidente lembrou que outras ações do governo federal complementam o Bolsa Família, como o Microempreendedor Individual, por meio do qual mais de 300 mil beneficiários ampliaram seus rendimentos abrindo ou formalizando pequenos negócios, e o Brasil sem Miséria, que prevê que nenhum brasileiro tenha renda menor que R$ 70,00 por mês e garante vagas em cursos de qualificação aos beneficiários.

Agência Brasil/ Site Terra.

*****

Link permanente Deixe um comentário

Manifestações do dia 7 de setembro: imagens.

07/09/2013 at 10:42 (*Liberdade e Diversidade) (, , , , , , )

Manifestante é preso no Rio2Manifestante preso no Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

Dilma acena de carro aberto no desfile em brasília

*Presidente Dilma Rousseff desfilando em carro aberto em Brasília-DF. Manifestantes são presos pela polícia no Rio de Janeiro. Imagens de manifestações no Brasil. Início da manhã (07/09/2013). Fonte: Site Terra.

*****

Link permanente Deixe um comentário

Dilma não vai à 2a Reunião do G20 e cobra espionagem de Obama

06/09/2013 at 10:23 (*Liberdade e Diversidade) (, , , , )

Reunião do G20 na Rússia - aspecto do plenário - site Terra

Dilma cancela agenda oficial e deixa de ir à segunda reunião do G20

06 de Setembro de 2013

Diogo Alcântara / Terra – Direto de São Petersburgo

A presidente Dilma Rousseff se ausentou nesta sexta-feira da segunda sessão de trabalho da cúpula de líderes do G20, grupo que reúne as 19 maiores economias do governo mais a União Europeia. O lugar do Brasil à mesa fica ao lado direito do assento dos Estados Unidos.

Quem representa o Brasil no encontro de hoje é o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Depois de passar a primeira reunião ao lado de Obama, a presidente Dilma se encontrou ontem com o presidente americano para tratar especificamente das denúncias de espionagem que atingiu cidadãos brasileiros. O tom da diplomacia brasileira subiu após documentos vazados pelo ex-técnico da Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos Edward Snowden revelarem que a própria Dilma vinha sendo espionada também.

Procurado pela reportagem do Terra, o porta-voz da Presidência, Thomas Traumann, não atendeu ou retornou e-mail e telefonemas. O governo brasileiro ainda não explicou o motivo do cancelamento de agenda. Dilma, no entanto, deverá participar da fotografia oficial da cúpula, marcada para as 13h45 (8h45, no horário de Brasília).

Fonte: Site Terra

***

Dilma recorrerá à ONU por medidas contra invasão de privacidade

06/09/2013 | Por estadao.com.br

Depois de encontro com Obama na Rússia, presidente afirma que vai propor ‘nova governança’ em razão das denúncias de espionagem; governo dos EUA prometeu explicações até a próxima semana

Dilma e Obama se beijamReuters

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira, 6, que levará à ONU propostas por uma “nova governança contra invasão de privacidade”.

A reação ocorre depois das denúncias de que o governo dos EUA teria monitorado conversas entre Dilma e seus assessores.

Nesta quinta, 5, a presidente ouviu do presidente Barack Obama a promessa de responder ao governo brasileiro até quarta-feira, 11.

Fonte: MSN Brasil – Foto: Reuters

***** 

Link permanente Deixe um comentário

Patriota é demitido

26/08/2013 at 22:33 (*Liberdade e Diversidade) (, , , , )

Após caso do senador boliviano, Patriota deixa governo

Antonio Patriota26/08/2013 

Por Tânia Monteiro, estadao.com.br

Quem assumirá o comando do Itamaraty será o embaixador Luiz Alberto Figueiredo Machado, que até agora era o representante permanente do Brasil junto à Organização das Nações Unidas (ONU), informa o Palácio do Planalto

BRASÍLIA – Antonio Patriota não é mais o ministro das Relações Exteriores. A saída dele do cargo foi confirmada nesta segunda-feira, 26, pelo porta-voz da Presidência da República, Thomas Traumann.

Quem assumirá o comando do Itamaraty será o embaixador Luiz Alberto Figueiredo Machado, que até agora era o representante permanente do Brasil junto à Organização das Nações Unidas (ONU), informa o Palácio do Planalto. Patriota, por sua vez, irá para a representação junto à ONU. Segundo Traumann, a presidente Dilma Rousseff agradeceu o empenho do ministro Patriota e o indicou para o cargo na ONU.

Patriota deixa o cargo após o episódio envolvendo a chegada ao Brasil do senador boliviano Roger Pinto Molina, que estava na missão diplomática do Brasil em La Paz desde maio de 2012. Pinto Molina chegou ao Brasil no último sábado, 24, após uma viagem de 22 horas em veículo diplomático brasileiro. O caso gerou impasse entre Brasil e Bolívia. Pinto Molina é opositor do presidente Evo Morales.

*****

Link permanente Deixe um comentário

Charge do dia – Dilma e os médicos cubanos

24/08/2013 at 11:30 (*Liberdade e Diversidade) (, , )

Charge - Dilma e os médicos cubanos

* Charge do Paixão – Gazeta do Povo (PR) – 24/08/2013.

Fonte: Chargeonline.com.br

*****

Link permanente Deixe um comentário

Next page »