Mutirão do plantio de Horta Comunitária será neste domingo (31) no Octávio Pécora em Campo Grande, MS

29/05/2015 at 12:28 (*Liberdade e Diversidade) (, , , , , , )

11078273_798120533591149_8229356561766373592_nAcontecerá nesse domingo (31/05) mais um mutirão no Centro Comunitário do Bairro Octávio Pécora, para a continuação do plantio da horta comunitária e construção do parquinho infantil.

Gostaríamos de agradecer a presença de todos que compareceram até agora, e relembrar que a horta não é apenas importante para a comunidade do bairro, mas sim, para todos nós que sabemos (ou não) o quão indispensável é a ingestão de alimentos saudáveis, e a diferença que isso faz para nosso planetinha ♥

Com exemplos, conseguiremos mostrar a todos que somos capazes de todas as mudanças que queremos, e que só basta uma coisinha: Começar essa mudança! Aguardamos vocês.

Quem puder levar água, frutas, um lanche leve, será muito bem vindo, faremos assim um roda de comidas e felicidade.

TRAGAM SEMENTES PARA A FEIRA DE TROCAS!!!

Beijos de luz.

***

*Comentário do blog: Supimpa!

*****

Anúncios

Link permanente Deixe um comentário

Campo Grande,MS, enfrenta dificuldade para acabar com rotatórias

27/01/2015 at 08:18 (*Liberdade e Diversidade) (, , , , )

rotatórias1

rotatórias2rotatórias3Estudos para construir passagem na Gury Marques começaram, mas na Mato Grosso tudo está parado

Depois da Prefeitura de Campo Grande, MS, anunciar o início de estudos para construção de viaduto na Avenida Gury Marques, onde há uma rotatória e caos no trânsito em horários de pico, muitos se lembraram de outro projeto que também previa a construção de uma passagem elevada no lugar da rotatória para acabar com os congestionamentos na Avenida Mato Grosso com a Via Parque. Ver reportagem completa de Aliny Mary Dias na edição de hoje (27) do jornal Correio do Estado. As fotos são de Gerson Oliveira. Clique sobre as imagens para ampliá-las! A charge de Éder abaixo é também da edição de hoje do Correio. Um barato!

http://www.correiodoestado.com.br

rotatóriascharge

*****

Link permanente Deixe um comentário

Parque Estadual do Prosa é aberto para visitação na capital de MS

26/01/2015 at 12:09 (*Liberdade e Diversidade) (, , , , , , , )

Parque do Prosa 1Parque Estadual do Prosa, em Campo Grande (Foto: Reprodução/TV Morena)

frame-parque-prosaVisitas devem ser marcadas com antecedência.
Passeio é opção de lazer durante as férias.

25/01/2015

Do G1 MS

O Parque Estadual do Prosa, em Campo Grande, está aberto para visitação. O roteiro, que inclui visita ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras), é uma ótima opção para o período de férias. Conforme divulgado pela subsecretaria de comunicação do Governo do Estado, passeios ao local devem ser agendados.

Com 132,25 hectares, o parque fica dentro do perímetro urbano de Campo Grande e conserva ecossistema do Cerrado, a fauna e a flora e as nascentes do córrego Prosa. Também é usado como fonte de pesquisa para acadêmicos e estudantes.

cutia_11x

Cutia – pode ser vista no local

A recomendação é agendar com antecedência a visita, pelo telefone (67) 3326-1370. As visitas ao Cras ocorrem apenas nas terças, quintas e sábado.

Ainda de acordo com a subsecretaria de comunicação, os passeios são feitos entre terça-feira e sábado, de manhã ou à tarde, conforme estabelecido no agendamento. Não é permitido coletar plantas, nadar, pescar, causar danos ao patrimônio, entre outras ações.

As pesquisas são autorizadas apenas pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul). Mais informações sobre pesquisas pelo telefone (67) 3318-5713. O parque está localizado dentro do Parque dos Poderes.

Saiba mais:

Parques e praças passam a funcionar em novo horário em Campo Grande

*****

Link permanente Deixe um comentário

Justiça aceita denúncia em obra de aterro sanitário de Campo Grande,MS

24/01/2015 at 09:07 (*Liberdade e Diversidade, Hermano de Melo) (, , , , , , )

aterro 2Ação impetrada em abril aponta diversas irregularidades em construção do Dom Antônio Barbosa II

O ex-prefeito de Campo Grande Nelson Trad Filho se tornou réu no processo de improbidade administrativa ajuizado pelo MPF (Ministério Público Federal) sobre a construção do aterro sanitário Dom Antônio Barbosa II. Outras sete pessoas e a empresa Anfer Construções e Comércio também foram acusadas. Ver reportagem completa de Leandro Abreu na edição de hoje do jornal “O Estado MS”. A foto supimpa é de Saul Schramm. Clique sobre a imagem para ampliá-la!

http://www.oestadoms.com.br

*****

Link permanente Deixe um comentário

Imagem do dia: Rapaz empina moto e namorada cai em córrego de Campo Grande,MS

19/01/2015 at 09:53 (*Liberdade e Diversidade, Hermano de Melo) (, , , , , )

acidente moto*Ver matéria completa assinada por Cristina Livramento na edição de hoje (19) do jornal “O Estado MS”. A foto é de Saul Schramm. Clique sobre a imagem para ampliá-la!

http://www.oestadoms.com.br

***

**Comentário do blog: Triste,muito triste. Sniff,Sniff…

*****

Link permanente Deixe um comentário

Centro de Arte Viva comemora 25 anos com concerto especial em Campo Grande,MS

01/11/2014 at 10:46 (*Liberdade e Diversidade) (, , , , , , , , )

Sem títuloEm cerca de duas horas, um dos mais importantes espaços de formação cultural da Capital o Centro de Arte Viva, repassara,hoje, às 20:30 horas, no Teatro Glauce Rocha, um pouco de sua trajetória durante os 25 anos de atividades. As atrações lembrarão duas vertentes importantes da instituição: a iniciação artística e a divulgação de momentos importantes da ópera. Ingresso: R$25. Ver matéria completa na edição de hoje do Correio do Estado.

http://www.correiodoestado.com.br

***

Comentário do blog: Supimpa!

*****

Link permanente Deixe um comentário

Prefeitura e Ministério Público ignoram poluição no Ibirussu

04/07/2014 at 10:36 (*Liberdade e Diversidade) (, , , )

 

Córrego Ibirussu - Campo Grande,MS

 *Promotoria diz que espera por fiscalização do município, que por sua vez não viu problemas no local. Ver matéria completa de Rafael Bueno no Correio do Estado de hoje (04/07/2014), na página 9. Até quando vamos continuar ignorando os crimes ambientais e sem punir os infratores,hein?

*****

Link permanente Deixe um comentário

Festival de teatro apresenta peça sobre diversidade, onde plateia escolhe o fim

22/05/2014 at 18:17 (*Liberdade e Diversidade) (, , , , , , , )

21/05/2014

Ângela Kempfer / Campo Grande News

Beijaço gay

 Uma história que só tem fim se o público colaborar cria outra atmosfera à peça “Entre Nós – uma comédia sobre a diversidade”. O espetáculo no Aracy Balabanian segue hoje com programação do Festival Brasileiro de Teatro, que apresenta ao País o que os grupos estão produzindo na Bahia.

Veja Mais
› Inscrições para curso gratuito de fotografia terminam hoje
› Tatuagem com traços de aquarela dá colorido diferente ao corpo

Nesta quarta-feira a entrada é franca, com classificação 14 anos. A peça já ganhou reconhecimento com Prêmio Braskem de Teatro em 3 categorias: melhor espetáculo, melhor ator e melhor texto. Também foi convidado para o XXVIII Festival Internacional de Teatro Hispano, em Miami, e para temporada no Teatro Itália.

O texto fala de atores que tentam inventar na hora uma história de amor entre dois jovens gays. Para isso, eles enfrentam uma série de situações conflitantes e engraçadas até decidirem o destino dos personagens Rodrigo e Fabinho.

O processo de criação não é tranquilo, porque os atores da ficção se deparam com preconceitos próprios. Rodrigo e Fabinho encaram a sexualidade com naturalidade, mas quem os interpreta não. Os atores se embaraçam em seus conceitos sobre homossexualidade e só conseguem solucionar os impasses com a ajuda do público.

Texto, direção, iluminação e figurino são de João Sanches e o elenco tem Igor Epifânio e Anderson Dy Souza. A peça ficará em cartaz hoje e amanhã, 20 horas.

Veja a programação até o dia 25 de maio:

Entre Nós – uma comédia sobre a diversidade

21 e 22 de maio / 20h, no Teatro Aracy Balabanian.

Entrada franca.

Dois atores tentam inventar na hora uma história de amor entre jovens gays. Para isso, eles enfrentam uma série de situações conflitantes e engraçadas, até decidirem o destino dos personagens Rodrigo e Fabinho. Ao embarcarem na concepção, por conta dos próprios preconceitos, recalques e visões de mundo diferentes a cerca do tema diversidade sexual, eles resolvem solicitar ao público, que decide sobre o desfecho da peça: se o casal de personagens deve ficar junto, e, em caso positivo, se a peça deve terminar com um beijo entre eles ou não.

Classificação: 14 anos

O Indignado

23 e 24 de maio / 20h, no Teatro Aracy Balabanian.

Ingressos: R$ 10 (meia-entrada) e R$ 20 (inteira)

O espetáculo apresenta um ator cômico, indignado com a situação atual do País e do mundo e que resolve expor sua indignação ao público, provocando este mesmo público a também manifestar-se sobre o que lhe deixa indignado. Interpretado pelo ator Frank Menezes, um dos mais conhecidos atores baianos, com vasta experiência em comédias, encarna esse ator, esse ser humano indignado com a cara-de-pau, a desfaçatez, a falta de cultura, de educação e de vergonha que têm dominado algumas rodas no país e no mundo. O enredo passeia livremente por temas que fazem parte do cotidiano de todos nós, como a obsessão pela juventude e beleza.
Classificação: 16 anos

Da Ponta da Língua à Ponta do Pé

24 e 25 de maio / 16h, Teatro Dom Bosco (Av. Mato Grosso, 227, Centro).
Ingressos: R$ 5 (meia-entrada) e R$ 10 (inteira)

É um musical onde intérpretes dançam, cantam e atuam. Com toques de comédia romântica, a peça conta a história do adolescente Zé, um estudante que adora andar de skate e que, depois de se apaixonar pela bailarina Isadora, passeia pelo o universo da dança para se aproximar da garota. Com a ajuda de uma professora, Zé descobre a história da dança no Ocidente, desde a Pré-História, passando pelos rituais religiosos da Antiguidade e pelos salões da nobreza europeia, até chegar às transformações originadas por Isadora Duncan, ao estabelecimento da dança como profissão, com várias áreas de atuação, e às produções contemporâneas.

*****

 

Link permanente Deixe um comentário

André Puccinelli briga com empreiteira para apressar a obra do Aquário do Pantanal

30/03/2014 at 10:06 (*Liberdade e Diversidade) (, , , , , , )

30/03/2014

CORREIO DO ESTADO / DA REDAÇÃO

Governador determinou que outras construtoras fossem contratadas para garantir inauguração

Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado

Aquário já deveria ter ficado pronto, conforme previsão do governo

Aquário do Pantanal IPor temer atraso na entrega do Aquário do Pantanal, construído como o maior de água doce do mundo, no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande, o governador André Puccinelli (PMDB) brigou com a empreiteira responsável pela obra, Egelte Engenharia Ltda., forçando-a a subempreitar o serviço, programado para ficar pronto no dia 11 de outubro, data do 37º ano de criação de Mato Grosso do Sul. A construção do aquário, começada em 2010, orçada inicialmente em R$ 80 milhões, deve consumir entre R$ 100 e R$ 105 milhões, conforme matéria de hoje (30) no jornal Correio do Estado.

Conforme Puccinelli, a bronca só não provocou a ruptura de vez do contrato entre a empreiteira e o governo, por falta de tempo e medidas técnicas. Isso retardaria ainda mais a construção e exigiria concorrência, processo que demanda tempo. “Do jeito que seguia a obra, eu teria que inaugurar o aquário com três lambarizinhos. Tínhamos um altíssimo conceito da empresa. Notificamos a empresa [pedindo pressa] três ou quatros vezes, uma delas, verbalmente. Por isso, mandei sub-rogar [passar a outra] por, digamos assim, uma justa causa”. Puccinelli garantiu que o “pito” levado pela Egelte deu certo: “O aquário será inaugurado na data prevista. O compromisso é esse e, assim, vai ser”, disse o governador, ontem, por volta do meio-dia. Ele acredita que ao menos três outras empreiteiras devam tocar o aquário daqui em diante.
Mais tarde, por volta das 14h, o secretário estadual de Meio Ambiente, Cultura e Turismo (Semact), Carlos Alberto Negreiros Said Menezes, endossou a fúria de Puccinelli, mas em tom temperado. “É isso mesmo, houve discussão, o governador teve de usar mão de ferro para exigir as subempreitadas, o cumprimento do prazo para a conclusão da obra”, afirmou Menezes. Contudo, o secretário garantiu que o governo não rompeu o contrato com a Egelte, mas, sim, determinou que outras empreiteiras fossem convocadas de imediato. Na prática, o recurso da obra segue para a Egelte, que distribui o recurso às outras empreiteiras.
Menezes informou, ainda, que restam 30% para conclusão da obra do Aquário do Pantanal. A reportagem é de Celso Bejarano com a colaboração de Patrícia Belarmino.

***

*Comentário: Obra faraônica e desperdício do dinheiro público é isso mesmo,Governador!

*****

Link permanente Deixe um comentário

Grafite em escola não

22/02/2014 at 10:23 (*Liberdade e Diversidade) (, , , , , )

Grafite na escola -desistencia

*Matéria publicada hoje no jornal “O Estado MS”. Em prédio histórico não dá,né?

*****

Link permanente Deixe um comentário

Next page »