O copiloto assumiu o comando (Leitura da manhã)

13/04/2015 at 11:34 (*Liberdade e Diversidade)

1415995951461-aviaoLandes PereiraLandes Pereira*

A grande aeronave “Brasil Varonil” está sob o comando do copiloto Michel Temer, isto porque a presidente Dilma renunciou à parte de suas atribuições de comandante supremo. Transferiu a coordenação política para a vice-presidência, extinguindo a Secretaria de Relações Institucionais.

Para o deputado Bruno Araújo, líder do PSDB, a presidente “jogou a toalha”, e Aécio Neves complementou: “Ela praticou uma renúncia branca”.

O chefe dos comissários é Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, tendo como “pessoal embarcado” Leonardo Picciani, líder do PMDB na Câmara, Eunício Oliveira, líder do PMDB no Senado, e o senador Renan Calheiros, presidente do Senado. No comando da Torre de Controle, pessoal de terra, está o senador Romero Jucá, secundado por Joaquim Levy, ministro da Fazenda, e por Jader Barbalho.

O PT se entregou sob o peso das acusações do mensalão, do petrolão, dos processos do Carf, do BNDES, do eletrolão (estatais do setor elétrico) e outras “cositas más” que circulam nos bastidores partidários (de todos os partidos políticos, sem exceção). Segundo o ex-governador Tarso Genro (PT-RS), “o PT é cada vez mais acessório no governo. Não é nem consultado. Está fora das decisões principais”. Para acomodar o ex-ministro de Relações Instituições, Pepe Vargas, deram-lhe a Secretaria dos Direitos Humanos, que era ocupada por Ideli Salvati, ambos petistas.

O PSDB e seus aliados a tudo assistem sem saberem o que fazer, porque também têm seus envolvimentos administrativos pouco saudáveis. Não escapa ninguém, ou quase ninguém.

A presidente convidou o ministro Eliseu Padilha (Aviação Civil) para a Secretaria de Relações Institucionais, mas sua nomeação foi vetada por Renan Calheiros e Eduardo Cunha. Ela, então, convidou Michel Temer para o cargo, que não aceitou, sugerindo a extinção da Secretaria e a transferência de suas atribuições para a vice-presidência.

PSDBE assim foi feito. Hoje, ele é o responsável pela articulação política com parlamentares, governadores e prefeitos, inclusive para as nomeações do segundo escalão. É um verdadeiro primeiro ministro.

Um dos problemas já assinalados é que as listas com os pedidos de nomeações feitas pelo PT e pelos partidos aliados estão na gaveta de Aloizio Mercadante, chefe da Casa Civil – carta fora do baralho, renegado pelo Congresso, pelo ex-presidente Lula e por algumas alas do próprio partido governista.

Outro impasse é que a escolha de Temer foi elogiada publicamente pelos peemedebistas, mas reservadamente questionada pelas principais lideranças do partido. Ele não mais teria o comando efetivo de seus correligionários, apesar de ainda ser presidente da instituição. Sua missão já está comprometida e a crise continua, com novas características.

Uma das “broncas” de Renan Calheiros é que ele não foi consultado quando da nomeação para os chamados ministérios entregues ao PMDB no Senado – Kátia Abreu (Agricultura), Eduardo Braga (Minas e Energia) e Hélder Barbalho (Pesca). Sentiu-se desprestigiado e quer alguma recompensa. Eduardo Cunha, por sua vez, mandou o recado: “Eu não sou o último dos moicanos. Eu sou o único dos moicanos”.

Uma das primeiras missões de Temer é arrumar um ministério para Henrique Eduardo Alves – protegido de Eduardo Cunha, sem que Vinicius Laje (protegido de Renan Calheiros) perca o status de ministro. Romero Jucá e José Sarney afirmam que foram esquecidos na partilha do “butim” e também querem nomear apadrinhados no Executivo. E não aceitam qualquer cargo.

É muito triste.

* Economista com mestrado e doutorado. É professor de Economia Política

*****

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: