O Sistema político brasileiro está se esvaindo (Leitura matutina)

02/03/2015 at 11:20 (*Liberdade e Diversidade) (, , , , , , )

Camara dos Deputados

02/03/2015

landesLandes Pereira* / Jornal O Estado

No processo de planejamento estratégico constroem-se modelos econométricos que representam os fenômenos que compõem o objeto de estudo, de tal forma que se possa lhes prever a evolução. Depois do diagnóstico, chega-se ao prognóstico e ao planejamento (elaboração abstrata do que deve ser feito). A produção dos programas, planos e projetos é a materialização desse trabalho. Quando se mexe em uma das variáveis, todas as demais se alteram e são ajustadas permanentemente.

Por isso, nos países democráticos, o processo é periodicamente explicado e discutido com a população. Nos países ditatoriais ou autocráticos, os tecnocratas definem tudo nos gabinetes e os governantes decretam sua execução. Ocorre crise econômica quando o modelo se esgota e não é encontrado um novo para substituí-lo. A oferta fica abaixo da demanda, os salários caem e o desemprego aumenta, os especuladores se locupletam, os setores produtivos são pressionados pelos juros e tributos e os políticos sugam os cofres públicos em troca de apoio parlamentar. Mudanças políticas, então, acontecem.

Em 2002, a conjuntura internacional era favorável ao Brasil e a população estava satisfeita com a política neoliberal implantada. Porém, as “esquerdas” queriam mais, e conseguiram atrair o PMDB para a tomada do poder. Como o projeto de reformas contidas no “Programa Democrático e Popular” do PT desagradava ao mercado, Lula, pressionado pelos aliados, trocou a proposta petista pela “Carta aos Brasileiros”, prometendo continuidade às diretrizes do Consenso de Washington.

Eleito, Lula anunciou que o tripé macroeconômico do Governo FHC permaneceria. Como garantia para o mercado, Antônio Palloci foi nomeado ministro da Fazenda, Joaquim Levy (indicado pelos banqueiros) virou diretor do Tesouro e Henrique Meirelles (do Banco de Boston) presidente do BC.

landes

A militância petista assimilou a proposta porque a lógica do “novo” modelo era a de que banqueiros e empresários ganhariam muito e sempre, mas os assalariados e excluídos do mercado também ganhariam alguma coisa.

A partir de 2008, com as adversidades internacionais crescentes, o aparelho produtivo interno iniciou um espiralado desgaste operacional, enquanto o sistema partidário se deteriorava em enorme lamaçal de corrupção. O processo saiu de controle devido a necessidade de se manter o poder pela reeleição da presidente da República. Os marqueteiros da coligação PT-PMDB convenceram os eleitores que o modelo político estava sobre controle, necessitando de pequenos ajustes, mas que nenhuma medida que prejudicasse trabalhadores, aposentados e pessoas de baixa renda seria adotada.

A candidata acalmou os empresários afirmando que os banqueiros não continuariam mandando na política nacional e prometeu ao povo que a educação e a saúde seriam as prioridades. As promessas foram esquecidas. Joaquim Levy é nomeado ministro da Fazenda e Katia Abreu se torna ministra da Agricultura. O restante do ministério foi cooptado na base do fisiologismo para manter a maioria parlamentar, mas sem participação efetiva nas decisões.

As contas públicas não fecharam, a conjuntura internacional é desfavorável. Veio o “pacote econômico”, o aumento dos juros, da energia elétrica e dos combustíveis, a desvalorização do real, o arrocho tributário, a aceleração da inflação, a recessão econômica e o descontentamento generalizado. O sistema está desgastado e os políticos tentam acalmar a população prometendo mudanças, enquanto trabalham para que tudo permaneça como está.

*Economista com mestrado e doutorado. É professor de Economia Política

*****

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: