Sem fiscalização,Lei Seca vira ‘letra morta’ em Campo Grande,MS

25/01/2015 at 08:32 (*Liberdade e Diversidade)

Lei secaPor mês, em 2014, média de 45 foram autuados; índice representa só 0,15% das multas

25 de Janeiro de 2015

Rafael Bueno / Correio do Estado.

Em vigor desde junho de 2008, a Lei 11.705, popularmente conhecida como Lei Seca, não causa mais medo nos motoristas, principalmente nos jovens que se arriscam a dirigir sob efeito do álcool nas madrugadas dos fins de semanas. Para os campo-grandenses ouvidos pela reportagem, o descumprimento da lei tem um só motivo: a falta de rígida fiscalização. Este ano, apenas duas blitzes foram feitas, e a justificativa da polícia é o baixo número de efetivo disponível (veja mais detalhes em matéria abaixo).
A falta de fiscalização fica ainda mais evidente diante dos dados de multas aplicadas na Capital. De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), no ano passado, foram flagrados, em média, 45 condutores dirigindo sob efeito de álcool, nas ruas de Campo Grande, por mês. Levando em conta o número total de multas aplicadas só no mês de dezembro passado, 30,2 mil, e a quantidade de acidentes durante todo o ano passado, 10.957, a baixa quantidade de flagrantes por dirigir sob efeito de álcool chama atenção e revela a necessidade de mais blitzes nas ruas da cidade.

*****

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: