Ciclistas campo-grandenses levam no pedal educação ambiental para comunidade quilombola no MS

24/10/2014 at 09:46 (*Liberdade e Diversidade)

ciclistas

23/10/2014

Munyz Arakaki / Midiamax

Um grupo de 11 ciclistas campo-grandenses foi até o município de Corguinho, a 96 quilômetros de Campo Grande, a fim de reforçar a consciência ambiental na Comunidade Quilombola Furnas Boa Sorte. A iniciativa ocorreu durante o passeio Biking Birding Pedal de Outro Mundo, realizado nos dias 11 e 12 de outubro.

De acordo com a organizadora do passeio, Simone Mamede, o objetivo é interagir com a comunidade com o objetivo de ensinar e aprender. “Todos lá querem aprender, houve muita troca de experiências. Orientamos sobre a coleta seletiva de lixo e aprendemos muito sobre o fortalecimento das relações humanas com eles”, diz.

O engenheiro ambiental André de Oliveira, de 28 anos, destaca a receptividade da comunidade. “É algo contagiante, eles me tocaram com os olhares. Aprendi a respeitar os limites dos outros e pretendo retornar”, conta.

A fotógrafa Vânia Jucá diz que, além de realizar uma atividade física e fotografar a natureza, foi conhecer a comunidade, para saber como eles vivem. “Foi bacana conversar com pessoas mais velhas e descobrir que aquelas terras foram doadas aos negros por gratidão de brancos ao trabalho prestado”, explica.

O passeio também passou pelo Vale do Bugio e pela região dos Ziguratis, famosa pela suposta aparição de óvnis.

Participantes

Entre os participantes, o destaque foi a vinda da argentina Liliana Ponce de Ushuaia. Segundo ela, a bicicleta tem outro tempo de vida que permite explorar outro mundo, como aromas, cores, ruídos e o contato mais próximo com a natureza. “Andar em bicicleta é como voar”, diz.

Observação de animais

Além da interação com a Comunidade Quilombola, o grupo também destaca a observação de aves. De acordo com Simone, os integrantes levaram lunetas e binóculos a fim de avistar e contemplar a beleza dos bichos.

André de Oliveira acentua que teve o prazer de avistar algumas espécies de aves as quais admira. “Eu consegui ver o gavião-pega-macaco e o urubu-rei. O gavião é enorme, gostei muito de vê-lo”, relata.

O grupo se prepara para participar do II AVISTAR-MS, Encontro de Observadores de Aves de MS, que acontece de 6 a 9 de novembro em Campo Grande.

*****

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: