Dilma tem 52% e Aécio, 48%, aponta pesquisa Datafolha

20/10/2014 at 20:09 (*Liberdade e Diversidade)

Dilma e Aécio2Os dois candidatos continuam tecnicamente empatados

20 de outubro de 2014

TERRA

A presidente Dilma Rousseff (PT) e o candidato Aécio Neves (PSDB) seguem tecnicamente empatados, segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira.

Em uma simulação em que foram levados em conta apenas os votos válidos, Dilma aparece com 52% das intenções e Aécio Neves com 48%. Esta é a primeira vez em que Dilma aparece numericamente à frente de Aécio.

Em outra amostra, em que são incluídos os votos brancos e nulos e os eleitores indecisos, Dilma obteve 46% das intenções de voto, enquanto Aécio obteve 43%. Brancos e nulos somaram 5%. Aqueles que não souberam ou não responderam totalizaram 6%.

No último levantamento, divulgado há cinco dias, Dilma tinha 43% e Aécio 45%.

O Datafolha também apurou a aceitação do governo Dilma. Segundo a pesquisa, 42% julgam a gestão da petista ótima ou boa, 37% consideram a administração regular e 20% ruim ou péssima. A avaliação negativa é a menor desde novembro de 2013, quando registrou 17%.

O Datafolha ouviu 4.389 eleitores no dia 20 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa, encomendada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S.Paulo, está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01140/2014.

SAIBA MAIS:

Após pesquisa mostrar Dilma à frente de Aécio, dólar sobe 1%

Dilma e Aécio estão empatados, aponta pesquisa CNT/MDA

Dilma lidera tweets por minuto no debate na Record

Dilma e Aécio evitam ataques e debatem propostas na Record

*****

Anúncios

Link permanente Deixe um comentário

Pesquisa Ibope no MS: Reinaldo tem 51% e Delcídio, 49%

20/10/2014 at 19:10 (*Liberdade e Diversidade)

reinaldo-x-delcidiojpgNo levantamento anterior, divulgado no último dia 13, o cenário era o mesmo

20 de Outubro de 2014

TARYNE ZOTTINO/ CORREIO DO ESTADO

Divulgada nesta segunda-feira (20), pesquisa Ibope encomendada pela TV Morena, aponta que o candidato Reinaldo Azambuja (PSDB) tem 51% dos votos válidos e Delcídio do Amaral (PT), 49%, na corrida eleitoral para governador de Mato Grosso do Sul. No levantamento anterior, divulgado no último dia 13, o cenário era o mesmo.

Incluindo os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declararam indecisos, o tucano aparece com 46% dos votos e o petista, com 45%. Brancos e nulos somam 4%, enquanto 5% dos questionados não sabem/não responderam.  Na margem de erro, os candidatos estão empatados tecnicamente. O Ibope ouviu 812 eleitores em 32 municípios entre os dias 17 a 19 de outubro. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Eleitoral Regional sob o número MS-0072/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01135/2014.

Pesquisa para presidente em MS

O Ibope também ouviu eleitores do Estado para saber as intenções de voto para presidente. De acordo com a pesquisa, Aécio Neves (PSDB) tem 53% e Dilma Rousseff (PT), 47% dos votos válidos, em Mato Grosso do Sul.

Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, Aécio tem 48% e Dilma, 43%. Brancos e nulos são 4% e 5% não sabem/não responderam. A pesquisa está registrada no Tribunal Eleitoral Regional sob o número MS-0072/2014.

*****

Link permanente Deixe um comentário

Curso Arte de Dizer Castro Alves homenageia a poeta Cora Coralina

20/10/2014 at 18:51 (*Liberdade e Diversidade)

Curso-Arte-de-Dizer-Castro-Alves-Divulgação

20 outubro 2014

Fonte: Jovem Sul News

O Curso Arte de Dizer Castro Alves, com o apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, apresenta quarta-feira (22), às 19h30, no Teatro Aracy Balabanian do Centro Cultural José Octávio Guizzo, o XII Recital de Poesia – Homenagem à poetisa Cora Coralina, em comemoração aos 125 anos de seu nascimento. O evento tem entrada franca, duração aproximada de 120 minutos e classificação livre.

Cora-Coralina-2

O evento será dividido em três partes: a primeira (infantil) conta poesias de Ruth Rocha, Ileides Muller e Elizabeth Fonseca, seguida de  intervalo musical com o músico e compositor Galvão; a segunda em homenagem à poetisa Cora Coralina, seguida de intervalo musical com o poeta, músico e acadêmico da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, Rubenio Marcelo; a terceira e última parte também é em homenagem à inesquecível poeta Cora Coralina. O cenário é de William Carrapateira.

A importância e a real intenção desta homenagem é levar ao público, por meio de declamações especiais, poesias da poetisa goiana, imortalizada na sua forma de escrever contando estórias dos “Becos de Goiás”. Homenagear Cora Coralina é um sentimento de carinho, de orgulho e felicidade ao interpretar obras de inestimável valor literário.

Cora Coralina é o pseudônimo de Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, nascida em Vila Boa de Goiás no dia 20 de julho de 1889. Escreveu os livros “Poemas dos Becos de Goiás e estórias mais”, “Meu livro de Cordel” e “Vintém de Cobre – Meias confissões de Aninha”.

O “Curso Arte de Dizer Castro Alves” é dirigido pela poetisa e professora Elizabeth Fonseca. Natural de Campo Grande, graduada em Ciências Contábeis (FUCMT) com Especialização em Literatura e Língua Portuguesa Contemporânea (UCDB), é membro da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, autora dos livros “Sonhos Azuis”, “Retalhos da Vida” e “Além da Janela”.

Realiza recitais de poesias com seus alunos todos os anos e sempre que convidada faz apresentações em escolas, eventos culturais e no Espaço da Poesia da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. Já foi premiada em concursos em nível nacional e estadual. Recebeu da Fundac o certificado “Amigo da Cultura” em 2006 e 2007. Ministrou aulas de interpretação poética em 2008 e recebeu o prêmio “Mérito Literário” concedido pela IV Feira do Livro do Mercosul, em 2007.

Fonte: Notícia / CH

*****

Link permanente Deixe um comentário

Perdendo a linha em Campo Grande,MS – atração no Open Bar na sexta (24/10)

20/10/2014 at 14:57 (*Liberdade e Diversidade)

Eu não vou me adaptar*Vale a pena dar uma chegada por lá, People. Vai ser supimpa! “A gente não vai se adaptar”

*****

Link permanente Deixe um comentário

ELEIÇÕES 2014 – Pesquisa: faça você mesmo (Leitura da tarde)

20/10/2014 at 14:37 (*Liberdade e Diversidade)

logo-observatorio1

logo-observatorio2

 

 

Por Luciano Martins Costa em 20/10/2014 na edição 820

Comentário para o programa radiofônico do Observatório, 20/10/2014

Dilma e Aécio

Os dois candidatos à Presidência da República interrompem a temporada de agressões e dão uma folga à imprensa. O problema é que o jornalismo precisa de intensidade e, sem o bate-boca que marcou as duas últimas semanas, o noticiário fica meio sem graça.

Viciada na dependência de factoides sob encomenda, a mídia tradicional descobre que já não tem a mesma criatividade de outros tempos. O resultado é esse tédio mortal no noticiário.

Curiosamente, um recurso fartamente utilizado para alimentar os debates nas semanas anteriores parece esquecido pelos editores: o rastreamento (que os marqueteiros chamam de tracking) das pesquisas de intenção de voto desapareceu da cobertura. A última informação de que se tem notícia dava conta de certo “empate técnico” entre as duas candidaturas, em pesquisas feitas por dois diferentes institutos em datas diversas e sob condições que induziriam a esperar alguma mudança no quadro eleitoral.

Na segunda-feira (20), um colunista do Estado de S. Paulo que não deixa dúvida quanto a seu alinhamento partidário costura um texto cauteloso para explicar os desvios das pesquisas: as causas seriam, talvez, erros no enunciado das perguntas, a ordem das questões, pesquisadores mal treinados, em período de aumento da demanda e escassez de tempo e de profissionais qualificados. Também sobra culpa para os eleitores, porque têm o péssimo hábito de mudar de opinião. Mas o mais interessante é que o articulista admite a possibilidade de que parte significativa dos questionários venha sendo preenchida pelos próprios pesquisadores.

A ser confirmada – ou melhor – a menos que seja desmentida liminarmente pelos institutos, essa acusação pode colocar por terra a credibilidade de todos os gráficos que a imprensa costuma despejar sobre a sociedade nos períodos eleitorais. Como se sabe, as pesquisas não apenas alimentam o noticiário – elas são instrumento fundamental para as táticas de campanha e podem influenciar parcelas importantes do eleitorado.

A suspeita de que os institutos não conferem nem 20% dos questionários, se foram mesmo submetidos a eleitores ou preenchidos pelos próprios pesquisadores, representa a desmoralização total.

Saudades do império

Em meio à falta de notícias, talvez o melhor da política esteja no outro lado da mídia, o lado do entretenimento. No capítulo 78 da novela Império, da TV Globo, que foi ao ar no sábado (18), a personagem Maria Marta Medeiros, vilã simpática vivida pela atriz Lília Cabral, critica o marido por oferecer champanhe a um casal de classe média: “Mas que desperdício; essa gente gosta de cervejinha, de cachacinha, no máximo, no máximo gosta de caipirinha de vodca, e na laje”, protesta a personagem. “É a classe operária invadindo o paraíso”, diz seu interlocutor. “São os novos tempos, Marta.” “Pois eu prefiro os velhos tempos; aliás, os velhíssimos tempos, os tempos da monarquia; o império”, responde a empresária.

A cena poderia ilustrar a reportagem de capa da revista Época. O contexto é a radicalização que tomou conta da campanha eleitoral: “A eleição do vale-tudo”, diz o título principal do semanário. No conjunto dos textos, destaque para relato sobre a exploração, por parte dos candidatos, de uma divisão que se consolida a cada eleição, marcando a sociedade brasileira como um bloco rachado em dois – de um lado, as classes médias tradicionais; do outro, as classe ascendentes.

A revista do Grupo Globo toma como ponto de partida um desentendimento em família provocado por divergências políticas, e tenta consolidar o argumento segundo o qual os debates políticos se transformaram em briga de rua. Nesse cenário, o problema seria agravado pelo “discurso empobrecido das redes sociais” e estimulado pelos recentes entreveros que baixaram o nível dos confrontos entre os candidatos à Presidência da República.

A revista omite a responsabilidade da imprensa na construção desse clima beligerante, com a publicação periódica de textos ofensivos ao governo federal e seus integrantes. Apenas cinco páginas antes da pretensa “lição de moral” sobre a falta de decoro nos debates políticos, a revista oferece aos leitores um exemplar do texto rastaquera de um de seus colunistas pitbulls.

A imprensa dissimula, mas também prefere os velhos tempos. A imprensa sonha com a volta do império.

*****

Link permanente Deixe um comentário

Dilma e Aécio estão empatados, aponta pesquisa CNT/MDA

20/10/2014 at 13:55 (*Liberdade e Diversidade)

eco-17102014-aecio-dilma-ecod

Segundo os dados da pesquisa, a petista aparece numericamente à frente do tucano, com 45,5% contra 44,5%

Foto: Eco Desenvolvimento

Considerando apenas os votos válidos, a pesquisa apontou Dilma com 50,5% da preferência dos eleitores e Aécio, 49,5%

20 de outubro de 2014

Terra Brasil

Os candidatos Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) aparecem empatados tecnicamente no segundo turno das eleições para a Presidência da República, segundo pesquisa CNT/MDA divulgada nesta segunda-feira. Segundo os dados da pesquisa, a petista aparece numericamente à frente do tucano, com 45,5% contra 44,5%.

Ainda de acordo com os dados, 5,7% dos entrevistados optaram pelo voto nulo ou em branco e 4,3% não souberam responder.

Considerando apenas os votos válidos, a pesquisa apontou Dilma com 50,5% da preferência dos eleitores e Aécio, 49,5%.

Para a realização do levantamento, foram entrevistadas 2.002 pessoas de 137 municípios de 25 unidades de Federação, entre os dias 18 e 19 de outubro. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-01139/2014.

A pesquisa, que estava marcada para ser divulgada às 11h desta segunda-feira, foi divulgada com atraso porque o site do CNT ficou fora de ar por alguns minutos.

SAIBA MAIS:

Dilma e Aécio evitam ataques e debatem propostas na Record

Dilma critica gestão da água em SP, mas evita tema em debate

Veja frases do terceiro debate do 2º turno para presidente

Dilma e Aécio fazem debate na televisão menos tenso que os anteriores

*****

Link permanente Deixe um comentário

Semana de Jornalismo da UFMS 2014 começa na quarta (22/10)

20/10/2014 at 11:47 (*Liberdade e Diversidade)

semajor 2014Semana de Jornalismo da UFMS – 2014 começa na quarta (22/10)

PROGRAMAÇÃO

Confira a programação completa da Semana de Jornalismo UFMS 2014!

QUARTA-FEIRA (22/10)

14h – 17h

Sessão Cinecacos

Documentário:
“Mistério do Samba” (2008 – 88’).

Debate com a cineasta Natara Ney (jornalista e produtora independente – RJ)

Mediação: Hélio Godoy (UFMS)

Local: Auditório do Curso de Arquitetura (UFMS)

17h – 19h

Apresentações artísticas / Exposição de Capas Projétil

19h – 22h

Abertura oficial

Apresentação cultural: Grupo Teatral Maracangalha

Homenagem: pessoas que contribuíram para a criação do curso

Mesa I: Que jornalismo queremos (e teremos) nos próximos 25 anos?

Conferencista: Sylvia Moretzsohn (UFF)

Local: Auditório do Curso de Arquitetura (UFMS)

QUINTA-FEIRA (23/10)

14h – 17h

Painel I: Comunicação popular e movimentos sociais – Diálogos com o Curso de Jornalismo da UFMS nos últimos 25 anos

Representantes convidados:
– Projeto Negra Eva
– MST
– Aldeia. Marçal de Souza
– Escola de Conselhos

Local: Auditório do Curso de Arquitetura (UFMS)

17h – 19h

Apresentações artísticas / Exposição de Capas Projétil

19h – 22h

Mesa II: Os 25 anos do Curso de Jornalismo da UFMS na visão dos ex-estudantes

Debatedores:
– Ellen Genaro (TV MS Record)
– Clayton Sales (Rádio MS 104,7 FM)
– Marta Ferreira (Campo Grande News)
– Flávia Leimgruber (Ass. Com. Social – Comando Militar do Oeste)
– Oswaldo Ribeiro (UCDB)

Mediação: José Marcio Licerre (UFMS)

Local: Auditório do Curso de Arquitetura (UFMS)

SEXTA-FEIRA (24/10)

14h – 17h

Painel II: A representação e a representatividade da mulher na mídia – O que mudou nos últimos 25 anos?

Painel III: História da mobilização estudantil no curso de Jornalismo da UFMS

Mediação: Katarini Miguel (UFMS)

Local: Auditório do Curso de Arquitetura (UFMS)

17h – 19h

Apresentações artísticas / Exposição de Capas Projétil

19h – 22h

Mesa III: A profissionalização do mercado jornalístico sul-mato-grossense nos últimos 25 anos

Conferencista: Celso Schröder (Federação Nacional dos Jornalistas)

Debatedores:
– Edson Silva (UFMS)
– Neri Kaspary (SBT MS)

Local: Auditório do Curso de Arquitetura (UFMS)

SÁBADO (25/10)

12h – Confraternização entre acadêmicos, ex-acadêmicos, docentes, ex-docentes e servidores

Local: Associação Recreativa dos Servidores da UFMS (Sede social)

Adesão individual

*****

Link permanente Deixe um comentário

Charge do Jarbas: O coque solto de Marina

20/10/2014 at 11:03 (*Liberdade e Diversidade)

AUTO_jarbasCharge do Jarbas ontem (19/10) no jornal Diário de Pernambuco. Um barato!

*****

Link permanente Deixe um comentário

Contidos na Record, Dilma e Aécio vão para o tudo ou nada na Globo

20/10/2014 at 10:32 (*Liberdade e Diversidade)

Dilma e Aécio

Em 20/10/2014

Jeff Benício / Terra Brasil

As críticas à baixaria e aos ataques agressivos deram resultado. Dilma Rousseff e Aécio Neves tiveram comportamento quase diplomático no debate na Record, realizado na noite de domingo (19).

Nem pareciam os mesmos candidatos que se digladiaram no confronto no SBT, gerando comparações com a campanha difamatória entre Lula e Collor, em 1989.

Mas não houve a tão esperada discussão efetiva de propostas. A petista e o tucano gastaram a maior parte do tempo emitindo opiniões sobre a gestão alheia — Dilma criticando o governo de Aécio em Minas Gerais, e Aécio torpedeando a presidência de Dilma.

A repetição da tática de desqualificação do adversário deixou o confronto quase enfadonho: mesmas perguntas, previsíveis respostas. Nenhum novo esclarecimento relevante ao telespectador-eleitor.

Após a artilharia pesada vista na emissora de Silvio Santos, surgiram boatos sobre supostas acusações bombásticas que seriam apresentadas no embate no canal dos bispos. Foi apenas terrorismo eleitoral. Nada de surpreendente gerou discussão.

Tudo indica que a munição especial, se é que existe, foi preservada para a batalha final, na Globo, na sexta-feira (24). Assim como aconteceu no primeiro turno, deverá ser o debate mais enérgico. O perigoso ‘tudo ou nada’ a 2 dias da eleição.

Na Record, os mediadores Celso Freitas e Adriana Araújo ficam sem muita função com o formato livre do debate. A missão deles se restringiu ao anúncio da ordem dos candidatos para perguntas, respostas, réplicas e tréplicas.

Os dois jornalistas fugiram do roteiro apenas em três momentos, ao tentar (sem sucesso) conter a plateia. As manifestações — aplausos e vaias — foram as mais efusivas entre os debates deste segundo turno.

*****

Link permanente Deixe um comentário

Aécio e Lula reforçam campanha de candidatos ao governo de MS

20/10/2014 at 10:06 (*Liberdade e Diversidade)

Azambuja DelcídioPresidenciável e liderança do PT vêm nesta semana para encerramento das campanhas

Na última semana antes das eleições, os candidatos ao governo Delcídio do amaral (PT) e Reinaldo Azambuja (PSDB) intensificarão o contato com o eleitor nos principais municípios e receberão o reforço de estrelas nacionais em Campo Grande,MS. Na quinta-feira (23), eles participam do único debate organizado pela TV Morena (Globo). Ver reportagem completa de Diana Christie na edição de hoje (20/10) do jornal “O Estado MS).

http://www.oestadoms.com.br

*****

Link permanente Deixe um comentário

Next page »